Lili Doces: Fábrica ainda mantém aspecto de cozinha caseira


2012/05/22/2524d99accab41b846a9045b43f38526.jpg (Foto 2012/05/22/2524d99accab41b846a9045b43f38526.jpg)

Os doces de frutas produzidos e embalados em compotas são amplamente conhecidos dentro do Piauí e na grande maioria dos estados que leva a marca da empresa Lili Doces, nascida em Ipiranga do Piauí, a “terra do doce”, produz suas receitas como produzia no início, antes de se tornar conhecida no Estado, há pelo menos cinco gerações.

A fábrica produz, hoje, 20 toneladas de doce por mês e emprega por volta de 100 funcionários. A marca é vendida em todo o país e, também, no exterior. Ainda que com todo o grande porte alcançado com muito esforço e visão empreendedora ao longo dos anos, a grande empresa que é hoje a Lili Doces mantém a forma de fabricação caseira, ainda na fazenda onde tudo começou.

Pelo local, distribuem-se plantações de cajueiros, bananas, abacaxis, goiabas, maracujás e muitas outras matérias-primas. Além disso, a empresa é responsável pelo desenvolvimento do “vinho do caju” e da produção, em grande escala, da cajuína, característica da terra. A fábrica vem se mantendo de geração em geração tendo a frente a Srª Lili, seu esposo Zeno Lopes.

Por Marília Barradas Edição: Carlos Lopes

meionorte.com